por angelica ca e paulo eneas
Um documento divulgado nesta quarta-feira (28/10) pelo Daily Caller News Foundation mostra que Hunter Biden, filho do candidato democrata à presidência dos Estados Unidos Joe Biden, apresentou em 15 de maio de 2017 uma proposta comercial à empresa de energia CEFC China Energy. A proposta foi feita por um consórcio de empresas liderado por Hunter Biden.

O documento de 42 páginas revela que o esquema de investimento apresentado à empresa chinesa incluía uma seção intitulada Colômbia: Portal para a América Latina, na qual aparece uma foto datada de 1º de dezembro de 2016 do então vice-presidente Joe Biden cumprimentando com um aperto de mão o então presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

A seção do documento propõe à empresa chinesa a realização de investimentos em um campo de petróleo colombiano e em um oleoduto que transporta petróleo da Venezuela ao porto de Buenaventura, na costa do Pacífico da Colômbia. O documento também afirma que “a relação entre o presidente colombiano Juan Manuel Santos e Joe Biden foi forte em todo o governo Obama”.

Por sua vez, website Panam Post, traz mais detalhes da proposta de negócios oferecida por Hunter Biden à empresa chinesa: segundo o Panam Post, a proposta continha diversas oportunidades de negócios e enfatizava que o porto de Buenaventura poderia ser muito atraente para a empresa CEFC China Energy, pois lhe permitiria evitar o embarque de mercadorias pelo Canal do Panamá.

“Temos um grande projeto de trazer um oleoduto da Venezuela até este porto para abastecer enormes petroleiros que não podem passar pelo Canal do Panamá e, consequentemente, devem percorrer um longo percurso, o que aumenta drasticamente os custos”, diz a proposta do investimento apresentado pelo consórcio liderado por Hunter Biden.

Hunter Biden e quatro outros empresários, incluindo seu tio James Biden, formaram um consórcio que chamaram de SinoHawk. O consórcio buscou um acordo de investimento inicial de US$ 10 milhões com o CEFC China Energy, com o objetivo de, eventualmente, garantir bilhões de dólares em investimentos nos Estados Unidos e em todo o mundo.

Para tentar convencer os empresários chineses, a proposta comercial destacava a relação amigável existente entre Joe Biden, que era vice-presidente do governo socialista Barack Obama, e Juan Manuel Santos, então presidente da Colômbia. A menção a esta relação caracteriza um óbvio tráfico de influência e lobby ilegal.

O documento também propõe o investimento em campo de petróleo colombiano de propriedade de uma empresa chamada Rattan Holding, além de sugerir investimentos em um oleoduto que transportaria petróleo da Venezuela.

“Temos um grande projeto de trazer um oleoduto da Venezuela até este porto para encher os enormes petroleiros que não podem passar pelo Canal do Panamá”, diz a proposta de venda ofertada pelo consórcio de Hinter Biden. Ocorre que a Venezuela já estava naquele ano sob regime de sanções econômica dos Estados Unidos em decorrência da ditadura chavista.

A CEFC China Energy acabou não fazendo parceria com a SinoHawk. Os registros mostram que a intenção de fechar negócios foi encerrada em agosto de 2017, depois de a CEFC China Energy não ter conseguido levantar a soma de US$ 10 milhões em investimento inicial que havia prometido em maio daquele ano. Informações de Panam Post e Daily Caller


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE