Um levantamento feito pelo Dr. Evandro Pontes na semana passada a respeito das eleições norte-americanas aponta para a vitória do republicano Donald Trump com um total de 334 votos no colégio eleitoral que escolhe o presidente dos Estados Unidos, contra 204 votos para o candidato comunista Joe Biden.

O número foi obtido a partir de uma análise feita estado por estado, considerando fatores como a tradição de voto do estado e as circunstâncias políticas de momento, incluindo o impacto das propostas de cada candidato. A análise detalhada foi apresentada na semana passada em transmissão da Shock Wave Radio, cujo vídeo pode ser visto mais abaixo. A seguir, a análise da votação em cada estado, com texto do Dr. Evandro Pontes.

Alabama
Há quase 20 anos o Alabama é governado pelo GOP. Chance de mudança baixíssima. Serão 9 Delegados para Donald Trump.
[Trump 9 x 0 Biden]

Alaska
O Estado do Tea Party e de Sarah Palin é também governado há mais de 20 anos pelo GOP. Chance de mudança muito remota. São mais 3 Delegados para Donald Trump.
[Trump 12 x 0 Biden]

Arizona
Estado bastante conservador. Mantém-se fiel ao GOP depois da trágica experiência com
Napolitano, que renunciou antes de terminar o mandato. Este é um estado que a imprensa credita de maneira espantosa para Biden. Chance baixíssima de uma mudança. Serão
11 Delegados para Donald Trump.
[Trump 23 x 0 Biden]

Arkansas
O Estado de Clinton. O Arkansas oscila bastante. Atualmente é governado por Hutchinson (R) após uma experiência ruim com Beebe (D), que sucedeu o popular Huckabee (R). Tudo indica que GOP esteja forte e aqui, 6 delegados sairão para Trump.
[Trump 29 x 0 Biden]

California
É a Coreia do Norte dos 50 Estados. Biden deve levar com boa margem aqui. Serão 55 Delegados para Biden aqui.
[Trump 29 x 55 Biden]

Carolina do Norte
Swing state com predominância Demo. Pesquisas dão toss up, incerto, mas aqui me parece que a tendência pro-Biden é maior. Serão 15 delegados em sua conta.
[Trump 29 x 70 Biden]

Carolina do Sul
Swing state com domínio republicano há 15 anos. É o estado da brilhante Nikki Haley. Serão 9 Delegados para Donald Trump.
[Trump 38 x 70 Biden]

Colorado
Estado bastante progressista e conhecido pelos maconheiros dos EUA. Para quem morou nos EUA, as “piadas de português” são as mesmas, mas a história é sempre contada com o “man from Colorado” no lugar do “Joaquim” ou do “Manuel”. É um estado tradicionalmente democrata. Teve um governo Republicano curioso em 1999 com Owens. O motor para mudança vem de DC. O estado está bem dividido na HR [Câmara dos Deputados] e no Senado. Há chance de mudança aqui. Vale arriscar 9 delegados para Donald Trump neste caso. 
[Trump 47 x 70 Biden]

Connecticut
É praticamente um território Democrata há pelo menos 10 anos. É uma extensão de NY e uma morada procurada por gente rica que opera em Manhattan. Não vejo chance de mudança aqui. Serão 7 Delegados para Joe Biden.
[Trump 47 x 77 Biden]

Dakota do Norte
Serão 3 delegados para Trump. Republicanos até a medula desde 1992.
[Trump 50 x 77 Biden]

Dakota do Sul
Mesmo caso do irmão do norte, mas só que republicanos desde 1979. Mais 3 Delegados para Donald Trump. 
[Trump 53 x 77 Biden]

Delaware
É como se fosse a Cuba dos 50 Estados. Democrata há quase 30 anos, chance de mudança
remotíssima. É o estado do próprio Biden. Serão
3 Delegados para Biden aqui.
[Trump 53 x 80 Biden]

District of Columbia, D.C.
É o colégio do deep state. O último republicano a tomar assento em D.C. foi MacFarland em 1900. Este pequeno Camboja conta com Democratas há exatos 120 anos. Chance de mudança aqui é zero.  Serão 3 Delegados para Biden sem contestação.
[Trump 53 x 83 Biden]

Florida
Um dos mais, senão o mais importante Estado e que pode definir a eleição. É o estado que Trump adotou como “seu” (local onde fica Mar-a-Lago). As pesquisas indicam toss up (indefinido), mas a Florida é o estado de Marco Rubio, com quem Trump pode contar na campanha. É administrado pelo GOP há mais de 20 anos e conta com expressivas marcas favoráveis que Trump carrega o crédito. São 29 Delegados para Trump aqui.
[Trump 82 x 83 Biden]

Georgia
Estado conservador até a medula. Entre 1872 e 2003, o estado foi governado por Democratas em 32 legislaturas seguidas. De 2003 pra cá vem demonstrando total consistência republicana, o que deve se repetir agora em 2020. Aqui serão 16 Delegados para Trump.
[Trump 98 x 83 Biden]

Havaí
É o estado que forjou a certidão de nascimento de Obama. Profundamente Demo. Chance de mudança aqui é remota. São 4 delegados para Biden.
[Trump 98 x 87 Biden]

Idaho
Muito conservador, republicano convicto desde 1995. Chance muito remota de mudança. Aqui são 4 Delegados para Trump.
[Trump 102 x 87 Biden]

Illinois
É uma espécie de “São Bernardo do Campo” estendido. Estado com muitos sindicados e fortíssimo na indústria automobilística. É o estado de Obama, mas, ao mesmo tempo de Lincoln. Illinois é um swing state muito importante. Está sendo governado por Pritzker, integrante de família riquíssima e muito polêmica. Quem já estudou o famoso caso Van Gorkum vai lembrar dessa família. Os Democratas têm longa ficha corrida com casos de corrupção em Illinois. O governo de Pritzker tem ido pela linha bi-partisan e apesar de filiado ao partido Democrata, Pritzker revogou a lei de aborto de 1975 e apertou o cerco em relação a legalização da maconha. Aderiu também a um novo pacto sobre o clima, decorrente da saída do Tratado de Paris por Trump. Pritzker tem trabalhado próximo de Trump – ambos, como empresários, falam “a mesma língua”. Ele também é sensível às demandas LGBT, cerco que Trump também não apertou. A análise deste estado é especial e aqui acredito que poderemos ser surpreendidos este ano com 20 Delegados para Trump. [Trump 122 x 87 Biden]

Indiana
Conservador na essência. É o estado de Mike Pence. GOP há 15 anos no poder assegura a Trump 11 Delegados.
[Trump 133 x 87 Biden]

Iowa
É outro swing state importante. Desafio o toss up [indefinição] das pesquisas pois aqui a tendência é claramente pro GOP. Serão 6 Delegados para Trump.
[Trump 139 x 87 Biden]

Kansas
Outro swing state relevante. O estado é administrado por uma governadora Demo que fez um erro brutal durante a pandemia, mexendo no vespeiro da religião e fechando a força várias igrejas. No nível federal o estado é dominado pelo GOP. A reversão de políticas LGBT em um estado pouco simpático à causa, por parte de uma governadora que ganhou de forma muito apertada, levará o eleitorado de Kansas a voltar sua carga para o GOP, assegurando aqui 6 Delegados para Trump.
[Trump 145 x 87 Biden]

Kentucky
Mais um swing state governado por um Demo com forte tendência para mudança. A vitória de Beshear foi por menos de 1.300 votos e seu governo está centrado em questões relacionadas a pandemia, com uma austeridade fiscal completamente distinta do discurso de Biden. Aqui há clara tendência para Trump garantir 8 Delegados.
[Trump 153 x 87 Biden]

Lousiana
Louisiana se tornou um swing state dos anos 80 pra cá, depois de 110 anos de sucessivos governos Demo. É governado por Edwards (D), que ganhou de forma massacrante a reeleição em 2016. Contudo, Edwards é um típico neocon anti-Trump: foi delegado de Obama e apoiou Clinton em 2016, mas é militar e católico e foca sua atuação política na esquerda junto à comunidade LGBT. Seu tom moderado o distancia de Biden e, inclusive, fez com que Edwards se oferecesse a Trump em diversas oportunidades. Aqui, as aparências democratas enganarão os incautos que verão Trump levar 8 Delegados.
[Trump 161 x 87 Biden]

Maine ****
Um swing state complicado, pois a legislação local prevê split de delegados. Há popular votes que garantem 2 delegados e electoral votes que garantem mais 2. A atual governadora, Janet Mills, é uma espécie de Erundina dos EUA: apoia as causas LGBT mais radicais (como “gay conversion therapy for minors”), abortista, indigenista e ambientalista radical. Seu nome tem estado em alta na esquerda e é um nome que vale a pena guardar para o futuro. Há uma minoria silenciosa conservadora no Maine que vai aparecer no electoral vote. Aqui, vejo 1 delegado por electoral vote para Trump, um para Biden e 2 Delegados por popular vote para Biden.
[Trump 162 x 90 Biden]

Maryland
Mais um swing state que tem se posicionado pro-GOP. Entretanto, o discurso mais incisivo de Trump incomoda este estado com uma cultura mais “prudente e sofisticada”. Baltimore, contudo, é uma cidade que vem recebendo protestos mais duros do Black Lives Matter, o que incomoda essa mesma ala que via, em 2016, problemas com Trump. Há um mês eu cravei que Maryland seria Demo, ainda quando a campanha azul estava muito indefinida. Hoje me parece aqui que Trump pode assegurar 10 Delegados.
[Trump 172 x 90 Biden]

Massachusetts
Outro swing state tradicionalmente republicano e que vêm consolidando sua tendência pro-Demo. É o estado de Elisabeth Warren, que fez um papel bastante ridículo no Congresso americano, contrastando com a austeridade, por exemplo, de Mitt Romney, um republicano típico do tradicionalíssimo estado do nordeste americano que navega com prudência e sofisticação. O atual governador, Baker (R) é um neocon dos mais incontestáveis (republicano abortista). Por se tratar de um estado repleto de universidades, a presença de radicais de esquerda teve seu efeito por tempo limitado, algo que a forte colônia latina de Boston (tradicionalmente conservadora) repele. É tradicionalmente um estado anti-Trump, mas isso não implica em ser, necessariamente, pro-Biden. Tudo indica que o lado anti-Trump falará mais alto em Mass. 11 Delegados pro-Biden.
[Trump 172 x 101 Biden]

Michigan
Outro swing state importante e que tem apresentado tendências pro-Demo. A atual governadora, Gretchen Whitmer tem atraído críticas vorazes de conservadores e entrou na mira de Alex Jones. Seu trabalho é focado na pandemia e Whitmer foi a mais radical defensora do fique em casa, medida que debulhou com a economia industrial de Michigan. Ela foi alvo de diversos protestos e colocou-se, recentemente, em uma fanfic sobre um possível sequestro, usando essa bizarra história para atacar a leniência de Trump em face de  “radicais de direita”. A fanfic conta com a colaboração do Facebook e a população tem mostrado alto descontentamento com seu governo. Aqui, contra as projeções dominantes, aposto que Trump ficará com os seus 16 Delegados.
[Trump 188 x 101 Biden]

Minnesota
Minnesota é um dos mais bizarros swing states. Atualmente é administrado por um governador do DFL (Democratic Farmer Labors), uma espécie de MST americano. Estão no poder há 10 anos e vivem alternando com os republicanos. O último democrata a governar o estado foi em 1915. Esse aspecto esquisito fez com que Minnesota se tornasse o epicentro da cagada BLM, pois foi onde ocorreu o incidente com George Floyd, forçando o governador Waltz a mexer na legislação sobre policiais, que depois facilitou que no estado explodissem os protestos mais violentos do país. A população está bem chateada com a condução de Waltz e tem manifestado uma reaproximação com Trump que deve complicar a situação de Biden no Estado. Aqui, vejo 10 Delegados para Trump.
[Trump 198 x 101 Biden]

Mississippi
Depois de 110 anos de domínio Demo, houve um período de swing voting até Mississippi se
consolidar como um reduto GOP. Serão
6 Delegados para Trump de forma indiscutível.
[Trump 204 x 101 Biden]

Missouri
Swing state com chance de voto para Biden perto do zero. Outros 10 Delegados para Trump.
[Trump 214 x  101 Biden]

Montana
Swing state atualmente dominado por Demos e com forte tendência pro-GOP. Aqui são mais 3 Delegados para Trump.
[Trump 217 x 101 Biden]

Nebraska
Assim como o Maine, permite split vote. O Estado, entretanto, conta com uma hegemonia
republicana fortíssima há mais de 20 anos em todos os níveis de governo. Serão
5 Delegados pro-Trump.
[Trump 222  x 101 Biden]

Nevada
Mais um swing state com forte tendência pro-Demo. Aqui a questão não é política, mas pessoal: Trump colheu desafetos no mundo dos cassinos em Vegas. Chance baixa de conquistar delegados que irão, provavelmente, todos os 6 para Biden.
[Trump 222 x 107 Biden]

New Hampshire
Estado curioso que mantém rotatividade de dois em dois anos. Há, depois da eleição de Trump, forte tendência pro-GOP neste swing state. Chris Sonunu governa o estado há 3 anos e tem posição tipicamente neocon: contra armas, pro-ideologia de Gênero, abortista e tolerância zero com imigrantes ilegais, carrega a questão fiscal (é contra o aumento de impostos) como sua grande bandeira, algo que agrada o eleitor de NH, que não deve ter gostado do que ouviu de Biden durante a campanha. Minha aposta aqui é que NH vira pro-Trump dando-lhe mais 4 Delegados.
[Trump 226 x 107 Biden]

New Jersey
Swing state com tendência Demo. Aqui Biden está em ascensão. Serão 14 Delegados pro-Biden.
[Trump 226  x 121 Biden]

New Mexico
Swing state com tendência Demo. Biden leva os 5 Delegados aqui.
[Trump 226 x 126 Biden]

New York
Domínio Demo, além de problemas pessoais que Trump ostenta similares aos de Nevada. 29 Delegados na conta de Biden.
[Trump 226 x 155 Biden]

Ohio
Swing state com tendência republicana. Aqui serão 18 Delegados pro-Trump.
[Trump 244 x 155 Biden]

Oklahoma
Swing state com tendência republicana. Aqui serão 7 Delegados pro-Trump.
[Trump 251 x 155 Biden]

Oregon
Estado Demo desde 1987. Aqui serão 7 Delegados pro-Biden.
[Trump 251 x 162 Biden]

Pennsylvania
Pennsylvania é ao mesmo tempo um blue collar state e também um dos mais oscilantes swing states. Aqui é o único estado em que aceito o toss up [indefinição]. Pesquisas indicam que o estado está pro-Biden mas observando as últimas eleições, me parece que os 20 Delegados irão para Trump.
[Trump 271 x 162 Biden]

Rhode Island
Swing state que se voltou totalmente para campanhas anti-Trump. Aqui serão 4 Delegados pro-Biden.
[Trump 271 x 166 Biden]

Tennessee
Swing state com fortes tendências anti-Obama e anti-Biden. Aqui serão 11 Delegados pro-Trump.
[Trump 282 x 166 Biden]

Texas
Trump. 38 Delegados.
[Trump 320 x 166 Biden]

Utah
Trump, 6 Delegados.
[Trump 326 x 166 Biden]

Vermont
É o estado de Sanders. 3 Delegados para Biden deste pequeno Vietnam.
[Trump 326 x 169 Biden]

Virginia
Swing state que vem se consolidando na tendência Demo nos últimos 6 anos. Daqui sairão incríveis 13 Delegados pro-Biden.
[Trump 326 x 182 Biden]

Washington
Domínio Demo desde 1985. Aqui serão 12 Delegados pro-Biden.
[Trump 326 x 194 Biden]

West Virginia
Swing state que apresentou uma enorme virada pro-Trump a partir das eleições de 2016, levando muitos políticos locais a mudar de partido, inclusive. Serão 5 Delegados pro-Trump.
[Trump 331 x 194 Biden]

Wisconsin
Swing state com tendência Demo e forte parcela anti-Trump. O governador Evers teve uma
discussão ríspida com Trump em questões relacionadas a aborto (Evers defende o chamado “aborto pós-parto). Aqui
Biden carregará 10 Delegados.
[Trump 329 x 204 Biden]

Wyoming
Swing state pro-Trump. 3 Delegados pro-Trump aqui.
[Trump 334 x 204 Biden]


Resultado Final:
Pelas analises e cálculos, serão 334 Delegados para Donald Trump e 204 votos para Joe Biden. Trump deverá vencer também no voto absoluto.


Mapa das Eleições de 2016:



Crítica Nacional Notícias:


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE