por angelica ca e paulo eneas
A advogada Sidney Powell, que passou a integrar a equipe jurídica da campanha do presidente norte-americano Donald Trump, afirmou em uma entrevista no último domingo (15/11) que a equipe jurídica do mandatário americano tem uma quantidade esmagadora de evidências que provam fraude eleitoral maciça causada por softwares de votação produzidos pelas empresas Dominion Systems  e Smartmatic.

Durante entrevista à Fox News, Sidney Powell disse que a equipe jurídica está preparando material para pedir a anulação dos resultados eleitorais em vários estados. Sidney Powell afirmou enfaticamente:

“O presidente Trump ganhou não apenas por centenas de milhares de votos, mas por milhões de votos que foram trocados por este software que foi projetado expressamente para esse fim”.

Sidney Powell também revelou que Peter Neffenger, membro da auto-proclamada equipe de transição do pedófilo Joe Biden, é também integrante do conselho de administração da Smartmatic, a empresa responsável pela fraude eleitoral sem precedente nos Estados Unidos e que poderá resultar na anulação dos resultados das eleições presidenciais deste ano. Peter Neffenger atualmente consta como presidente do Conselho de Administração da  Smartmatic, segundo informa o próprio website da empresa.

Sidney Powell prosseguiu afirmando que Neffenger sabia que o software da Smartmatic foi projetado para manipular os resultados das eleições. Enquanto a Smartmatic nega estar envolvida nas eleições presidenciais norte-americanas de 2020, sabe-se amplamente que esta mesma empresa é a fornecedora do código de programação para as urnas de votação da Dominion Systems.

“Ele foi informado sobre isso, ele viu isso acontecer em outros países, foi exportado internacionalmente com fins lucrativos pelas pessoas que estão por trás da Smartmatic e da Dominion”, declarou Sidney Powell em relação a atuação de Peter Neffenger. Informações de Remix e Direto da América.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE