camila abdo
Após o Colégio Franco-Brasileiro, na Zona Sul do Rio de Janeiro, comunicar aos pais de seus alunos na semana passada que a pseudo-linguagem de gênero neutro será implementada na escola, um grupo de pais resolveu promover um abaixo-assinado contra o que chamam de neutralização de gênero naquela instituição de ensino.

Um trecho do documento da petição exige a “não mudança da norma culta da língua portuguesa em documentos e comunicados oficiais das escolas”. A petição afirma que esta agressão ao idioma corresponde a uma medida destinada a promover a ideologia de gênero.

O abaixo assinado destaca ainda que “discursos ideológicos e com viés partidário dentro das instituições escolares tradicionais e apartidárias promovem maior polarização e dividem a comunidade escolar e a sociedade como um todo”. A íntegra da petição pode ser lida neste link aqui.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE