por camila abdo e paulo eneas
O chanceler Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores, afirmou em mensagem nas redes sociais na noite de domingo (06/12) que somente aqueles que apreciam a ditadura e o crime organizado aprovam as eleições parlamentares, que ele escreveu entre aspas, realizadas nesse domingo pelo regime ditatorial da Venezuela.

O ministro ressalta, em tom de preocupação, que qualquer “legitimação” do regime do ditador Nicolas Maduro irá representar mais opressão e fome para os venezuelanos e mais força para o crime em toda a região.

As eleições parlamentares venezuelanas realizadas neste domingo contaram com cerca de dois terços de abstenção, indicando assim que os venezuelanos rejeitaram a farsa eleitoral perpetrada pela ditadura narco-comunista de Nicolás Maduro.

O chanceler brasileiro complementou sua mensagem afirmando que o Brasil “continuará trabalhando, com todos os parceiros que quiserem, pela redemocratização da Venezuela. Defenderemos a segurança, a dignidade humana e a liberdade na América Latina e em todo o mundo”.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE