por angelica ca
A mulher que foi executada a tiro no prédio do Capitólio por um agente de segurança foi identificada como sendo Ashli ​​Babbitt, de 35 anos, uma veterana da Força Aérea da Califórnia que tinha catorze anos no serviço. Ela era uma apoiadora do presidente norte-americano Donald Trump.

Ashli ​​Babbitt foi assassinada com um tiro peito durante protestos dentro do edifício do Capitólio nesta quarta-feira (06/01) em Washington. Ela era casada e morava perto de San Diego, Califórnia. Em entrevista ao website Kusi News, o marido de Ashli confirmou que ela era uma patriota  apoiadora convicta de Donald Trump.

Vários vídeos circularam nas redes sociais na quarta-feira mostrando Babbitt sangrando no pescoço depois de ter sido baleada dentro do Capitólio. Paramédicos foram vistos tentando colocá-la em uma maca. O vídeo capturou o som do tiro e mostrou Ashli ​​Babbitt caindo no chão sob vários ângulos.

Pela natureza do ocorrido, ficou claro que Ashli ​​Babbitt foi executada pelo agente de segurança do Capitólio, que atirou em sua direção com a intenção de matar. O agente não foi identificado ou sua identidade não foi revelada até o momento. Além de Ashli ​​Babbitt, outras três pessoas também foram mortas durante o evento. Informações de Breitbart e New York Post.