por paulo eneas
O Partido Comunista Chinês está exercendo pressão para a saída do Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Esta inaceitável e inadmissível interferência estrangeira em assuntos internos brasileiros constitui-se em mais um capítulo da incessante atuação comunista chinesa em solos estrangeiros. Atuação esta pautada pelo total desrespeito às soberanias nacionais e às regras internacionais da diplomacia, visando fazer valer os interesses dos comunistas chineses.

O lobby que está sendo feito para a saída do Chanceler Ernesto Araújo é capitaneado principalmente pelo principal operador político do Partido Comunista Chinês em atuação em solo brasileiro: o embaixador Yang Wanming, que utiliza suas prerrogativas e credenciais diplomáticas para atuar como agente político, em conluio com autoridades públicas brasileiras, e imiscuir-se em assuntos políticos internos nacionais.

O Crítica Nacional já defende há tempos que o agente político do Partido Comunista Chinês Yang Wanming seja declarado persona non grata em território nacional e, desta forma, o Partido Comunista Chinês seja obrigado a indicar outro de seus integrantes para o cargo formal de embaixador da China no Brasil.

A atuação ilegal dos comunistas chineses para a saída de Ernesto Araújo tem como pano de fundo uma chantagem do regime ditatorial chinês contra o Governo do Brasil em torno da vacina chinesa: segundo diversas fontes, os chineses estariam deliberadamente criando dificuldades para o envio de insumos para a produção da vacina. Estas dificuldades estariam sendo usadas como “moeda de troca” para exigir a saída do chanceler brasileiro.

Para analistas que compreendem a natureza do regime ditatorial comunista chinês e suas práticas reconhecidamente imperialistas, esta ação contra o chanceler brasileiro não causa surpresa.

Cabe lembrar que os comunistas chineses foram capazes de interferir e mudar os rumos da sucessão presidencial nos Estados Unidos, como mostramos no artigo Relatório Mostra Que China Interferiu nas Eleições Norte-Americanas Com Acobertamento da CIA. Eles poderão igualmente usar seu poderoso lobby para tentar derrubar um chanceler brasileiro. O Governo do Brasil não poderá em hipótese alguma admitir esta chantagem.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE