paulo eneas
A vitória fraudulenta de Joe Biden que o levou à condição de impostor na chefia da Casa Branca não foi o fim, mas o começo de um processo político violento e revolucionário nos Estados Unidos. Um processo que será marcado inicialmente pela aceleração da agenda esquerdista do Partido Democrata.

Esta agenda inclui políticas identitárias segregacionistas e racistas, financiamento público e estímulo ao assassinato de bebês, imigração em massa, tentativas de restringir e controlar o acesso a armas, ataques à liberdade de expressão, entre outros. Muitos destes itens já estão sendo objeto decisões oficiais de governo por meio de executive orders, como mostraremos em matéria em separado.

Faz parte da aceleração desta agenda a criminalização e o banimento dos conservadores da vida pública. Já não se trata “apenas” de censurar os conservadores e a direita em geral, ou fazer acusações de fake news ou de supostos discursos de ódio.

O que fica evidenciado nas ações da esquerda globalista e do establishment norte-americano neste início de governo fraudulento de Joe Biden é a decisão de acusar os conservadores de crimes, promover uma perseguição sem tréguas por meio do aparato estatal, até que toda a atividade conservadora e de direita venha a ser varrida da vida pública.

O professor Olavo de Carvalho, que vive nos Estados Unidos e acompanha de perto os fatos, sintetizou esse momento vivido pela história norte-americana ao afirmar:

O mais vasto, robusto e monstruoso sistema repressivo de todos os tempos, e de escala mundial, perto do qual as ditaduras da URSS e da Alemanha nazista parecerão apenas ensaios desajeitados, está começando a ser construído agora mesmo, na America.

É disto que se trata a America hoje, e a primeira ação concreta neste sentido já foi tomada: na tarde desta segunda-feira (25/01) o FBI anunciou a prisão de Brandon Straka, líder do movimento conservador #WalkAway. Brandon Straka é acusado de participar da invasão, que foi promovida por esquerdistas infiltrados, do prédio do Capitólio no início de janeiro, em Washington.

Segundo informações que recebemos, outras prisões de conservadores, baseadas em falsas acusações de crime, poderão ocorrer nos Estados Unidos nos próximos dias. O principal pretexto para estas perseguições será a invasão do Capitólio, que foi cuidadosamente planeja pela esquerda também para esta finalidade.

Estamos assistindo, assim, a uma verdadeira Blitzkrieg que está sendo empreendida pelos comunistas e globalistas contra os conservadores e a direita que, quando estavam no poder durante o governo de Donald Trump, não compreenderam a importância estratégica de neutralizar seus inimigos. O preço alto deste erro está sendo pago agora.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE