por angelica ca e paulo eneas
O financista George Soros, antigo colaborador do regime nazista e uma faces mais tenebrosas e sombrias das lideranças globalistas contemporâneas, doou mais de US$50 milhões para as campanhas eleitorais e entidades esquerdistas norte-americanas somenete no ano passado.

Uma das entidades beneficiadas foi o grupo esquerdista e abortista Planned Parenthood Votes, que recebeu de George Soros uma doação eleitoral no ano passado no valor de dois milhões e meio de dólares. A informação é da Comissão Eleitoral Federal dos Estados Unidos, que possui o registro detalhado da doação, que pode ser visto neste link aqui.

A Planned Parenthood Votes é uma entidade federal de ação política, que está associado à empresa abortista Planned Parenthood e que segundo informa o website Influence Watch faz contribuições e doações para campanhas de candidatos que apoiam a pauta pró-aborto. A quase totalidade destas doações foram as campanha de candidatos do Partido Democrata, do impostor Joe Biden.

Conforme mostramos no artigo do Crítica Nacional denominado George Soros Investiu US$ 50 Milhões em Campanhas Eleitorais dos Democratas Pars 2020, publicado no final de julho do ano passado, George Soros havia aumentado o volume de suas doações para campanhas políticas já em 2019, totalizando US$ 5.1 milhões, o que sugeriria que ele estava pronto para gastar pesadamente nas eleições de 2020, o que de fato ocorreu.

O metacapitalista que é um dos principais financiadores das pautas esquerdistas em todo o mundo ocidental, incluindo ideologia de gênero, imigração ilegal em massa, assassinato de fetos, políticas racistas, entre outras, investiu mais de US$ 50 milhões nas campanhas eleitorais dos democratas nas eleições de 2020.

O valor dos “investimentos” de George Soros nas eleições norte-americanas do ano passado superou em mais de US$ 30 milhões as contribuições feitas nas eleições anteriores de 2016. Segundo dados da Comissão Eleitoral Federal dos Estados Unidos, somente no último trimestre de 2020 Soros distribuiu quase US$ 17 milhões para diversos grupos da esquerda norte-americana.

Outro grupo esquerdista que milita em favor do assassinato de fetos recebeu uma enorme doação de George Soros. Trata-se do entidade abortista Naral Freedom Fund, que foi contemplada com US$ 1 milhão em março do ano passado.

De acordo com o website Life Site News, o grupo Naral Freedom Fund havia feito um anúncio repugnante de ataque ao ex-presidente norte-americano Donald Trump no início de 2020 por conta de suas políticas pró-vida e anti-aborto. No anúncio, mulheres jovens apareciam acusando o ex-presidente e seus aliados de supostamente colocar a ideologia acima da ciência, procurando assim colocar um verniz pseudocientífico ao assassinato de fetos.

Depois de investir muitos milhões na campanha presidencial de Hillary Clinton em 2016, George Soros havia afirmado que Donald Trump seria era apenas um fenômeno puramente temporário que desapareceria em 2020, ou mesmo antes. Durante sua participação no Fórum Econômico Mundial em Davos em 2018, George Soros afirmou que o Governo Donald Trump representaria um suposto perigo para o mundo.

Por fim, em uma entrevista recente ao Financial Times, George Soros demonstrou todo o alinhamento dos globalistas com o Partido Comunista Chinês, ao afirmar: “Precisamos levar a China à criação de uma nova ordem mundial, uma ordem financeira global. A China surgirá como o motor para substituir o consumidor americano. Os Estados Unidos são um obstáculo que se arrasta por meio de uma queda gradual do valor do dólar”, afirmou Soros. Informações de Life Site News e Real Clear Politics


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE