por paulo eneas
Muitos professores brasileiros são esquerdistas, filiados a algum partido político de esquerda e utilizam a sala de aula como palco para sua militância política. Esta é a realidade presente desde o ensino fundamental até o ensino superior. No caso da educação de crianças e adolescentes, os pais na maioria das vezes ignoram e desconhecem este fato.

A partir deste diagnóstico, um vereador Dylan Dantas, da cidade de Sorocaba (SP), apresentou um projeto de lei que disponibiliza aos pais as informações sobre o histórico de filiação partidária dos professores de seus filhos. A iniciativa do vereador Dylan Dantas é correta e precisa ser adotada em âmbito nacional.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE