por paulo eneas
O agora ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, pressionou o Presidente Bolsonaro para demitir o assessor especial para assuntos internacionais da Presidência da República, Filipe Martins. O episódio foi revelado na noite desta segunda-feira (01/02) pelo próprio assessor.

A chantagem de Rodrigo Maia ocorreu em março de 2019, quando novo governo ainda não havia completado nem mesmo cem dias, e o então presidente da Câmara dos Deputados havia sido recém-eleito com apoio da própria base governista. Esse fato por si só é bastante revelador do caráter de Rodrigo Maia: um verdadeiro delinquente político.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE