por camila abdo e paulo eneas
O proto-ditador tucano João Doria está empenhando em destruir os serviços públicos de saúde de São Paulo. Além de ter promovido um corte orçamentário na área da Saúde de mais de R$ 80 milhões, conforme mostramos na matéria mais abaixo, João Doria mandou fechar as unidades de pronto socorro em quatro hospitais estaduais da cidade de São Paulo e em outros dois hospitais nas cidades de Guarulhos e de Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

A decisão draconiana do proto-ditador tucano paulista pegou de surpresa a população das regiões atendidas e gerou uma onda de protestos. Existem também planos para fechar as unidades de pronto atendimento do Hospital Geral de Pirajussara, em Taboão da Serra, e do Hospital Geral de Guarulhos, na região metropolitana.

Não justificativa alguma para estes fechamentos, cujo único efeito é privar a população destas regiões de atendimento médico de urgência. A administração do tucano João Doria tem sido simplesmente criminosa com a população paulista.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE