por camila abdo
Uma pesquisa realizada em onze países pela Universidade de São Paulo (USP) mostrou que o Brasil lidera os casos de depressão e ansiedade decorrentes das quarentenas impostas por governadores em decorrência do vírus chines. O estudo foi apresentado nesta segunda-feira (08/02) pela Universidade.

Existe o entendimento entre médicos que as restrições impostas durante a pandemia e o isolamento social, medidas estas que não possuem qualquer comprovação científica de efetividade no enfrentamento à pandemia, podem prejudicar a saúde mental. Segundo o estudo, o Brasil é o país que mais tem casos de ansiedade (63%) e depressão (59%).

Em segundo lugar está a Irlanda com 61% das pessoas com ansiedade e 57% com depressão, seguida dos Estados Unidos, com 60% e 55% casos, respectivamente. Informações de CNN Brasil.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE