por camila abdo e paulo eneas
Em entrevista à Rádio Gaúcha nesta quarta-feira (10/02), o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, afirmou que as mensagens roubadas da Lava Jato que estão em poder da corte, e que agora poderão ser acessadas pela defesa do chefe petista criminoso Lula, poderão gerar anulação das condenações impostas a investigados pela operação.

“As mensagens expostas podem gerar anulação de condenações da Lava Jato”, afirmou o ministro, que condenou a atuação dos procuradores do Ministério Público na operação. As mensagens privadas trocadas entre inúmeras autoridades públicas foram hackeadas e posteriormente recuperadas pela Polícia Federal na Operação Spoofing. Estas mensagens não podem ser usadas como provas em processos judiciais, uma vez que foram obtidas ilicitamente.

No entanto, conforme o Crítica Nacional apontou no artigo Voto de Kassio Nunes Sobre Mensagens da Lava Jato Pavimenta Caminho Para Candidatura de Lula em 2022, ainda que este material roubado não venha a ser usado formalmente como elemento de prova em processos na justiça, a divulgação de seu conteúdo irá ensejar o pretexto para a absolvição de condenados na Lava Jato, principalmente o chefe criminoso petista, Lula. O próprio ministro Gilmar Mendes, em sua fala, deixa claro esta possibilidade.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE