por camila abdo e paulo eneas
O proto-ditador tucano paulista João Doria suspendeu nesta quarta-feira (10/02) o envio de 50 mil doses da vacina chinesa para aquele Estado. A suspensão ocorre logo após o tucano ter se aproveitado de maneira demagógica e desumana da situação dramática daquele estado, instrumentalizando-o como palanque eleitoral antecipado com vista às próximas eleições presidenciais.

O cancelamento do envio das vacinas para o Amazonas foi confirmado pelo governo paulista ao site G1. A suspensão resulta de um planejamento negligente e da falta de controle por parte do governo paulista do processo de vacinação.

Além disso, segundo o Governo do Amazonas, não foi feito nenhum pedido formal ao governo paulista para o envio destas vacinas, e as vacinas que supostamente seriam doadas ao Amazonas sequer foram produzidas ainda. Ou seja, João Doria fez apenas pirotecnia demagógica e propaganda eleitoral antecipada em cima da tragédia amazonense.