por camila abdo
O líder e chefe do chamado MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e invasor contumaz de propriedades públicas e privadas, Guilherme Boulos, foi acusado e denunciado nesta quinta-feira (25/02) pela Justiça Federal por invadir o apartamento triplex de Lula, o líder petista condenado pela justiça por corrupção e lavagem de dinheiro.

Juntamente com Guilherme Boulos, que concorreu a prefeito nas últimas eleições municipais paulistanas pelo PSOL, também foram denunciadas outras duas pessoas, que tornaram-se réus no processo que apura a invasão ocorrida em abril de 2018.

Em seu despacho, a magistrado afirmou que a acusação do Ministério Público Federal veio acompanhada elementos de informação que justificam a ação penal a qual Guilherme Boulos deverá agora responder na condição de réu.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE