por camila abdo e paulo eneas
Um grupo de mais de trezentos médicos do Distrito Federal divulgou um manifesto afirmando que a direção do Conselho Federal de Medicina tem pressionado os conselhos regionais de diferentes estados para exigir destes órgãos regionais que passem a defender lockdown.

O lockdown  consiste em uma medida extrema de fechamento e interrupção de todas as atividades econômicas para fins de combater a epidemia do vírus chinês. Ocorre que não existe na literatura médico-científica qualquer relato de evidência científica mostrando que lockdowns são eficazes para enfrentar pandemias.

Os médicos que subscrevem o manifesto afirmam que não irão se aliar “àqueles que escolheram ser a vergonha no planeta inteiro diante de seus pares em outros países onde os médicos jamais cometeriam essa defesa da morte com danos irreparáveis à economia”. Informações de Congresso em Foco.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE