por camila abdo e paulo eneas
Um grupo de pessoas realizou um protesto nesta sexta-feira (05/03) em frente ao Shopping Popular de Ceilândia, em Brasília (DF), contra as medidas restritivas e o fechamento de atividades econômicas que são consideradas pelos governantes como supostamente não-essenciais. O protesto foi antecedido de uma carreata que reuniu dezenas de veículos.

Vestindo camisetas com dizeres contrários ao lockdown, os manifestantes afirmavam que que a interrupção das atividades econômicas não tem comprovação cientifica no que diz respeito à eficácia da medida para combater o vírus chinês. Ao contrário, os lockdowns estão matando as pessoas: matando de fome, de desespero e de depressão.

Este foi o quarto protesto na capital federal desde domingo (28/2), quando empresários se mobilizaram em frente à casa do governador Ibaneis Rocha (MDB). Logo em seguida, na segunda-feira (01/03), cerca de quinhentas pessoas reuniram-se em frente ao Palácio do Buriti para protestar, e no dia seguinte um grupo de manifestantes ateou fogo em pneus na BR-070, bloqueando o trânsito no sentido Taguatinga.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE