por angelica ca
Mais de cem proprietários de restaurantes e lanchonetes de Goiânia (GO) suspenderam as entregas de pedidos na modalidade delivery em protesto contra o decreto municipal que, a pretexto da pandemia do vírus chinês, proibiu as modalidades  de drive-thru, take-away ou take-out. Ou seja, o decreto proíbe que clientes retirem os produtos nos estabelecimentos.

Pelo decreto, publicado no início de março e estendido por mais sete dias a partir de segunda-feira (08/03), os estabelecimentos agora podem fazer apenas delivery. Segundo a entidade, essa modalidade sozinha não rende o suficiente para que os bares arquem com salários, impostos e demais obrigações mensais.

O sindicato empresarial do setor estima que 6 mil funcionários já foram demitidos desde a data da edição do decreto, em 27 de fevereiro, número que deve chegar a 14 mil já na próxima semana. Os estabelecimentos permanecerão completamente fechados nos próximos dias como forma de protesto, e exigem a reabertura a partir da próxima segunda-feira (15/03). Informações de O Popular, Diário de Goiás e Jornal Opção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE