por angelica ca
O juiz Rodrigo Yabagata Endo, do Foro Central de Curitiba, proibiu neste domingo (14/03) a realização de manifestações em espaços públicos da cidade enquanto durar o lockdown. O magistrado autorizou o emprego da força policial em caso de resistência ao cumprimento da sua ordem, fixando multa de R$ 1 mil a cada manifestante que desrespeitar a medida.

O lockdown foi decretado pelo prefeito Rafael Greca (DEM) por meio de suas redes sociais na sexta-feira (12/03) e deverá valer até o próximo domingo (21/03). Segundo o novo decreto, somente serviços essenciais continuarão funcionando. Obras públicas, indústria, comércio e serviços que o prefeito considera não essenciais estão proibidos de funcionar.

No entanto, as restrições não impediram os apoiadores do Presidente Bolsonaro de irem às ruas protestar no último domingo contra as medidas draconianas do prefeito e também contra as recentes decisões judiciais que levaram à reabilitação política do ex-presidiário e chefe petista Lula. Informações de O Tempo, GMC On Line e Gazeta Brasil


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE