por camila abdo e paulo eneas
O ditador narco-comunista da Venezuela, Nicolás Maduro, decretou nesta segunda-feira (22/03) uma nova e radical quarentena em todo país, a pretexto da pandemia do vírus chinês. A população do país vizinho, que é um dos principais produtores mundiais de petróleo mas está entre os mais pobres e miseráveis do mundo, irá amargar ainda mais sofrimento, fome, miséria e doenças com a nova medida adotada pelo ditador comunista.

Ao anunciar a quarentena radical, o ditador Nicolás Maduro procurou fazer proselitismo político e culpar o Brasil pela situação de miséria e de descontrole da pandemia em seu país. Maduro  afirmou que a segunda onda da pandemia na Venezuela estaria diretamente relacionada à variante brasileira do vírus chinês.

O discurso do narco-ditador comunista bolivariano repete a narrativa que vem sendo adotada pela esquerda e pelos globalistas no mundo todo, que tentam culpabilizar o Brasil, por ser governado pela direita, pela situação da pandemia no mundo.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE