por angelica ca e paulo eneas
A pretexto de conter o avanço da pandemia do vírus chinês, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou nesta quinta-feira (25/03) que o Estado entrará em lockdown total: o transporte público local e interestadual será interrompido, e o transporte de trabalhadores dos serviços essenciais devem ser organizados pelas empresas, inclusive supermercados, farmácias e postos de gasolina.

Comércio atacadista, lojas de material de construção, casas de autopeças e oficinas de reparação de veículos, agências bancárias, atividades de pesca no mar e casa lotérica serão considerados atividades essenciais até o próximo sábado (27/03), mas deixam de ser essenciais no domingo. O decreto passa a valer a partir do próximo domingo (28/03) e irá estender-se até o Domingo de Páscoa.

Medidas similares e para o mesmo período estão sendo tomadas em outros Estados, como Pernambuco e Rio de Janeiro, entre outros, indicando assim haver uma coordenação entre os respectivos governadores para a adoção destas medidas. Fica cada vez mais evidenciado que o poder de fato no Brasil está sendo exercido pelos governadores, com a chancela do judiciário.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE