por angelica ca
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), publicou o decreto nº 17.572 nesta quarta-feira (24/03) em que proíbe a abertura de diversos estabelecimentos comerciais aos domingos. Entre as proibições estão os supermercados, padarias, sacolões, lojas de materiais de construção e lojas do Mercado Central.

A medida draconiana entra em vigor neste próximo domingo (28/03) por prazo indeterminado. Estes serviços poderão funcionar por delivery ou drive-thru, desde que tenham estacionamento internalizado. As atividades industriais também ficarão suspensas nesses dias. Apenas farmácias e postos de combustíveis vão poder funcionar aos domingos.

A ditadura sanitária prossegue sendo implantada por todo o país em decorrência do crescente vácuo de poder no plano federal.

Medidas como estas impostas em Belo Horizonte têm zero eficácia no combate à propagação do vírus, mas ninguém importa-se a isso: prefeitos e governadores podem determinar o que bem entender, à revelia da Constituição Federal ou de qualquer evidência científica, e nenhum órgão federal irá questiona-los.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE