por angelica ca e paulo eneas
Em mais um aceno ao regime comunista chinês, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, conversou na quinta-feira (25/03) por videoconferência com o chefe do Partido Comunista Chinês, Li Zhanshu. Em um sinal de completo desleixo pela soberania nacional brasileira, a reunião foi informada ao público brasileiro por Yang Wanming, o agente do Partido Comunista Chinês no Brasil, blindado por credenciais diplomáticas.

Yang Wanming descreveu o encontro nos termos usuais protocolares e ocos que nada dizem de fato. No mês passado, Arthur Lira enviou uma carta ao Partido Comunista Chinês falando em nome do povo brasileiro, sem que ele tenha capacidade jurídica e institucional para tanto, a respeito das relações entre Brasil e China.

Estes dois episódios, e inúmeros outros que temos presenciado, mostram que a corrosão da autoridade constitucional da Presidência da República e do próprio Chefe de Estado prossegue de modo acelerado. E quem mais tem contribuído para isto é justamente o Centrão nas figuras dos chefes das casas legislativas: Rodrigo Pacheco e Arthur Lira.

Leia também:
Arthur Lira Envia Carta ao Embaixador da China Falando em Nome do Governo Brasileiro


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE