por paulo eneas
A grande imprensa inteira está afirmando que o chanceler Ernesto Araújo teria colocado o cargo à disposição do presidente nesta segunda-feira (29/11). Outros veículos falam em pedido de demissão, mas nenhum deles cita qualquer fonte oficial.

O ato de um ministro “colocar o cargo à disposição” é uma formalidade em determinadas circunstâncias políticas, uma vez que qualquer cargo ministerial sempre está à disposição do presidente, que tem a prerrogativa de nomear e demitir qualquer ministro.

A informação que temos até o momento é de que o chanceler possui apoio irrestrito do Presidente Bolsonaro, uma vez que a política externa brasileira conduzida por Ernesto Araújo está entre as políticas públicas do Governo Federal que mais fielmente reflete o programa de governo aprovado nas urnas quando da eleição do Presidente Bolsonaro. Voltaremos com mais informações.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE