por paulo eneas
A presidente da Comunidade Internacional Brasil-Israel, Jane Silva, enviou carta aberta ao presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), solicitando ao chefe daquela casa legislativa que não dê respaldo à acusação caluniosa que vem sendo feita contra o assessor especial para assuntos internacionais do Presidente da República, Filipe Martins.

Filipe Martins vem sendo alvo de uma descabida ação difamatória e caluniosa que procura imputar-lhe levianamente uma suposta simpatia a causas supremacistas e antissemitas por conta de um gesto circunstancial e basicamente fortuito durante evento no Senado Federal esta semana. A acusação é de todo leviana, entre outros, por estar frontalmente em conflito com o posicionamento político a produção intelectual e acadêmica de Filipe Martins.

Na carta, a presidente da entidade brasileira-israelita lembra que Filipe Martins é judeu e que sempre pronunciou-se em favor das causas que defendem a paz no Oriente Médio, antes mesmo de assumir o cargo de assessor especial da Presidência da República. Ela lembra também ao senador Rodrigo Pacheco que levar adiante tal denúncia absolutamente infundada equivaleria a uma injustiça em nome do Senado Federal.

A íntegra da carta de Jane Silva, em nome da Comunidade Internacional Brasil-Israel, está reproduzida abaixo e pode ser lida também neste documento em pdf aqui.


Exmo. Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco.

Gostaria de parabenizá-lo, em meu nome e no da Comunidade Internacional Brasil & Israel, por  representar Minas de forma tão grandiosa. Sinto-me honrada também, pois lutei arduamente para seu sucesso, pois vi no senhor a esperança de acabar com tantas injustiças no nosso querido Brasil.

O motivo da minha mensagem é trazer o meu depoimento sobre o Assessor Especial do
Presidente Jair Bolsonaro, Filipe Martins. Conheço o Filipe há pelo menos 10 anos e em 2019 estive com ele e sua família judia em Israel. Filipe é apoiador das causas que defendo pela paz no Oriente Médio, mesmo antes de ser assessor do Presidente da Republica.

A Comunidade Brasil Israel solicita ao senhor a grandeza e a bondade de não referendar a
injustiça de apoiar a imputação de uma acusação leviana e que não tem fundamento na
verdade. Me lembro quando um pequeno grupo de mineiros, no sábado as vésperas das eleições, atacou o senhor ferozmente dizendo que o senhor iria acabar com a Lava Jato e por minha solicitação o senhor fez um vídeo reafirmando seu apoio a Lava Jato. Não tenho dúvidas que isso impediu que uma acusação falsa e leviana levasse a uma injustiça contra o senhor.

No que se refere ao Filipe, a simples acusação a um judeu, como ele, de pertencer a qualquer grupo que defenda o antissemitismo já é abjeto e uma injustiça enorme; levar isso adiante seria algo a chancelar a injustiça da acusação com o nome do Senado da República. Reitero minha amizade, meu apoio e toda minha consideração ao senhor.

Jane Silva
Presidente da Comunidade Internacional Brasil & Israel


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE