por paulo eneas
Não há até o momento qualquer manifestação oficial do chanceler Ernesto Araújo ou do Presidente Bolsonaro a respeito de alguma mudança no Ministério das Relações Exteriores, apesar da grande imprensa ter noticiado o dia todo que o chanceler teria pedido demissão, noticiário este que o Crítica Nacional não endossou em momento algum.

Por sua vez, o jornalista Thiago Nolasco do Portal R7 afirma que o presidente já teria se decidido pela demissão de José Levi, o inepto chefe da Advocacia Geral da União. Mais cedo, como informamos, o presidente decidiu pela exoneração do General Fernando Azevedo e Silva do Ministério da Defesa, o que já está confirmado.

Se até ao final do dia não houver confirmação oficial da suposta saída de Ernesto Araújo, que poderá até mesmo permanecer no cargo, e se for confirmada a saída de José Levi da AGU, poderemos afirmar que o presidente estaria tomando as rédeas do governo em suas mãos e fazendo as mudanças que o Crítica Nacional sempre defendeu e preconizou, para o bem do governo e principalmente para o bem do Brasil.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE