por camila abdo e paulo eneas
Um assessor consultivo da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou falhas no recente relatório da organização sobre a origem do vírus chinês. Segundo Jamie Metzl, as conclusões apresentadas no relatório são imprudentes, uma vez que excluem a possibilidade de o vírus ter escapado do laboratório de Wuhan.

A cidade de Wuhan foi a primeira localidade chinesa fortemente afetada pelo surto epidêmico. Ainda segundo Jamie Metzl, existem evidências circunstanciais avassaladoras que sugerem que o vírus tenha escapado do laboratório daquela cidade.

Jamie Metzl também observa que o relatório não foi produzido pela Organização Mundial de Saúde, mas resulta de uma estudo conjunto conduzido por um comitê consultivo supostamente independente formado pela OMS e por entidades de saúde governamentais chinesas, o que caracteriza um evidente conflito de interesses. Informações de Bles.com

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE