por paulo eneas
O fato de uma conversa telefônica do Presidente da República ter sido gravada sem sua autorização e ter vindo a público por iniciativa do interlocutor da conversa demonstra uma vulnerabilidade no esquema de segurança do Presidente da República.

Existem hoje recursos tecnológicos que impedem, ou dificultam ou alertam um dos interlocutores de uma conversa se o outro lado estive tentando gravar. É inadmissível que recursos de segurança desta natureza não estejam à disposição do Presidente Bolsonaro.

Quanto ao fato do senador Kajuru ter feito a gravação e divulgação da conversa à revelia da autorização do presidente, apenas revela quem é de fato este senador: mais um político oportunista que surfou na onda bolsonarista nas últimas eleições para enganar parcela expressiva da direita.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE