por camila abdo e paulo eneas
Luiz Carlos Siqueira, prefeito de Aparecida, cidade do interior paulista onde fica o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, comemorou emocionado nesta segunda-feira (12/04) o recebimento de doação de alimentos organizado pelo Movimento Conservador/Direita São Paulo. O prefeito também recebeu ajuda do Governo Federal, uma vez que o munícipio está em situação crítica devido ao fechamento arbitrário do comércio determinado pelo governo do Estado de São Paulo

Em entrevista ao programa Opinião no Ar, o prefeito afirmou que procurou a administração de João Doria, mas não recebeu ajuda. Segundo o prefeito, ele buscou João Doria para solicitar alimentos e não recursos financeiros e, não obteve qualquer retorno:

“Eu recorri ao governo de São Paulo, não para buscar recursos, mas para buscar comida. Fiquei aguardando retorno. Só que a minha fome não poderia esperar. Eu fui para Brasília desesperadamente, e recebi os alimentos, que era o que eu mais queria”, afirmou Luiz Carlos Siqueira.

Indagado se recebeu algum tipo de ajuda do governo paulista, o prefeito de Aparecida respondeu: “eu não tive, eu não tive retorno”.

Este fato por si só mostra que se tem algum governante que precisa ser investigado sobre a gestão da pandemia não é o Presidente Bolsonaro, mas sim o governador tucano paulista João Doria. E razões para isso não faltam:

1) João Doria promoveu e está promovendo a destruição da economia do Estado por meio de medidas de lockdown e fechamento de comércio que não possuem base científica alguma.

2) O Estado de São Paulo apresenta os piores números do país em relação à pandemia, proporcionalmente além do tamanho da população.

3) João Doria promove perseguição a prefeitos que não se submetem a seus ditames ditatoriais.

4) Recusou-se até mesmo a atender um pedido desesperado de fornecimento de alimentos para a cidade de Aparecida, destruída por sua gestão desastrosa da pandemia.

5) Promoveu a agressão a direitos fundamentais dos cidadãos previstos em cláusula pétrea da Constituição Federal.

6) Agindo como representante comercial do Partido Comunista Chinês, adquiriu vacinas chinesas que agora o próprio governo da China reconhece serem de baixa eficácia.

7) Boicotou e boicota o tratamento precoce feito por alguns poucos prefeitos de cidades paulistas, que estão salvando milhares de vida por meio deste tratamento.

8) Abriu e em seguida fechou hospitais de campanha, que consumiram milhões de recursos públicos, sem dar qualquer satisfação à população e aos órgãos de investigação e controle sobre as razões para isto.

9) Blefou para a população de outros estados  e até de outros países da América Latina prometendo fornecer as vacinas chinesas, que agora são reconhecidas oficialmente pelas próprias autoridades chinesas como sendo de baixa eficácia.

10) Fechou Igrejas em São Paulo, atentando contra um dos direitos fundamentais, ancorado no direito natural, dos cidadãos brasileiros de São Paulo. Ao mesmo tempo em que fecha Igrejas, mostrou-se incapaz de ao longo de mais de um ano de pandemia de oferecer uma solução para reduzir a a lotação no transporte público do metrô de São Paulo, gerido pelo governo estadual.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE