por camila abdo
O proto-ditador tucano paulista João Doria entregou com duas semanas de atraso, nesta terça-feira (13/04), o Hospital Metropolitano, que será o hospital de campanha da região central da capital paulista, com apenas 60 dos 180 leitos prometidos.

Além das instalações incompletas e do atraso na entrega do centro de tratamento para pacientes com vírus chinês, João Doria também havia prometido que inauguraria onze hospitais de campanha em várias pontos do Estado. Ocorre que somente duas das unidades prometidas estão em funcionamento: uma no município de Barretos e outra em Campinas.

Em março deste, o tirano paulista havia informado que a unidade de saúde abrigaria 130 leitos de enfermaria e 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Entretanto, foram disponibilizados à população paulista apenas 40 leitos de enfermaria e 20 de UTI. Informações de Diário do Poder.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE