por paulo eneas
O Presidente Bolsonaro voltou a falar na manhã desta quarta-feira (14/04) em sua disposição de fazer o que precisa ser feito e que está esperando apenas uma “sinalização do povo” neste sentido. A mensagem não foi clara, pois o povo já vem sinalizando apoio ao governo desde seu início. Cabe perguntar-se então qual seria exatamente a sinalização que presidente espera agora.

As últimas sinalizações mais robustas ocorreram em meados do ano passado por meio de grandes mobilizações em Brasília. Estas mobilizações foram esvaziadas por ordem direta do Palácio do Planalto, sendo que em seguida muitos de seus organizadores e participantes foram presos por ordem judicial e sofreram e sofrem todo tipo de represália, sem qualquer contrapartida da parte do governo.

O único efeito até agora da fala de hoje do presidente foi gerar uma onda nas redes sociais por parte de youtubers sensacionalistas que não conseguem distinguir falas do presidente de ações concretas do governo.

Enquanto isso, recebemos informação de que o Ministério da Saúde está discutindo a adoção em nível nacional do passaporte de vacinação, proposta que tem o apoio entusiástico ministro Marcelo Queiroga, e que irá na prática consolidar a obrigatoriedade da vacinação contra a covid. O que está na contramão de tudo o que o presidente disse até agora.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE