por angelica ca e paulo eneas
A Prefeitura de Sorocaba (SP) anunciou nesta quarta-feira (14/04), que o tratamento precoce adotado na cidade contra covid apresentou uma eficácia de 99.19%. Segundo a Prefeitura, a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo monitorou 123 pacientes com sintomas da doença.

O monitoramento foi iniciado dez dias após o início do tratamento com os medicamentos azitromicina e ivermectina, além da administração opcional de paracetamol, dipirona e metoclopramida, sempre sob orientação médica.

Dentre estes pacientes, um total de 122 deles (correspondendo a 99.9% dos pacientes monitorados) foram curados em domicílio, após o período de transmissibilidade. O levantamento preliminar apresentou uma taxa de letalidade de 0.81% entre os pacientes monitorados. Até o momento, 1.113 pacientes optaram pelo tratamento precoce na cidade.

“Os dados são preliminares, mas observamos uma melhora e a recuperação dos pacientes, que têm relatado, pelo telemonitoramento, que não apresentam sintomas graves ou complicações. Estamos tendo sucesso e vamos continuar acompanhando os pacientes e observando as estatísticas”, afirmou o Secretário da Saúde, Dr. Vinicius Rodrigues.

O exemplo de Sorocaba e de outras cidades brasileiras e do outro lugares do mundo mostra que negacionista é quem, movido por razões criminosas e desumanas, nega a validade já comprovada do tratamento precoce, e aposta apenas em vacinas que até agora se mostraram ineficazes na prevenção da covid e danosas à saúde. Informações de Portal da Prefeitura de Sorocaba.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE