angelica ca
Em mais um ataque frontal à instituição da família e instrumentalização de crianças para a agenda comportamental identitária da esquerda, as escolas em Melbourne, na Austrália, estão sendo encorajadas a usar pronomes de gênero neutro e abandonar o uso de palavras como pai e mãe em favor de uma pseudo-linguagem supostamente “mais inclusiva”, elaborada em cima da ideologia de gênero.

De acordo com o jornal Daily Mail, além das mudanças na linguagem, também estão sendo recomendados o uso de banheiros unissex, formação de equipes esportivas sem gênero e o hasteamento de bandeiras do arco-íris para promover símbolos de ideologia de gênero.

A campanha também pede a professores, bem como aos alunos e gestores, que evitem usar palavras como namorado ou namorada, e as substituam pelo equivalente neutro em inglês a parceiro. Informações de Breitbart, BlesMundo e Daily Mail.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE