por angelica ca
O Senado da Itália aprovou na semana passada por 212 votos a favor, 2 contra e 2 abstenções, o uso de terapias ambulatoriais precoces para atendimento domiciliar de pacientes com covid. A moção aprovada havia sido apresentada pelo senador Massimiliano Romeo, membro do partido Lega, de Matteo Salvini, e segue decisão anterior do Conselho de Estado, que no ano passado autorizou o uso off-label da hidroxicloroquina para o combate ao vírus chinês, e leva em consideração a experiência dos profissionais que atuam na área.

Mesmo que a moção precise passar por mais processos parlamentares, a decisão é um avanço. Sem definir protocolos e medicamentos reais, o Senado colocou o assunto diretamente na mesa e as respostas precisarão ser dadas. Agora será criada uma comissão para estabelecer quais medicamentos devem ser usados ​​e também em que momento.

A medida aprovada determina que o governo se comprometa a complementar a implementação do protocolo nacional de atendimento aos pacientes com covid em casa com um plano para assegurar o fornecimento de aparelhos de telemedicina, adequados para garantir o monitoramento dos parâmetros clínicos dos pacientes. Informações de Life Site News.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE