por paulo eneas
O nome do senador Renan Calheiros foi lançado como possível relator da CPI da Covid no Senado Federal com a intenção de fazer a direita desviar o foco. E de fato desviou: enquanto ativistas e parlamentares, que confundem seu papel com o de ativistas de rede social, perdem tempo levantando estúpidas hashtags de rejeição ao senador, a esquerda e o Centrão articulam-se para tornar a CPI aquilo que o Crítica Nacional antecipou que ela seria:

a) Um instrumento para tentar incriminar injustamente o Presidente Bolsonaro.

b) Um mecanismo para o Centrão chantagear ainda mais o presidente por mais espaços no Governo.

c) Permitir à esquerda tentar criminalizar o tratamento precoce e seus defensores.

Óbvio que o nome do senador Renan Calheiros é inaceitável como relator da comissão. Ocorre que enquanto a direita ocupa-se apenas desta questão, a CPI já está na prática sendo pautada, via grande imprensa e redes sociais, pelos senadores do Centrão e da esquerda em cima dos itens mencionados acima.

Estes itens merecem tanta atenção, e definição de ação estratégica, por parte da direita quanto a preocupação com o nome de Renan Calheiros na relatoria. Ocorre que parece ser mais fácil e cômodo ficar levantando hashtags do que articular uma estratégia de ação frente aos objetivos da esquerda e do establishment nesta CPI.

Leia também:
1) CPI da Covid do Senado: Uma Encenação Para Tentar Criminalizar O Presidente Bolsonaro

2) Riscos Potenciais Desconhecidos Associados Às Vacinas Contra Covid

3) Prefeitos & Governadores Podem Dormir Em Paz: Renan Calheiros Será Relator da CPI da Covid


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE