por angelica ca
A Dinamarca anunciou na quarta-feira (14/04) da semana passada a retirada de seu programa nacional de imunização da vacina contra a covid desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. O país europeu tornou-se o primeiro a excluir esta vacina sob suspeitas de efeitos colaterais raros mas graves.

A decisão foi anunciada oficialmente em comunicado da Agência Nacional de Saúde da Dinamarca. Um total de 2.4 milhões de doses da vacina serão retiradas das unidades de saúde. A Autoridade de Saúde Dinamarquesa informou que os estudos mostraram uma frequência maior do que o esperado de coágulos sanguíneos após as doses, afetando cerca de uma em cada 40.000 pessoas.

Os resultados das investigações sobre os coágulos sanguíneos associados à vacina da AstraZeneca mostraram efeitos colaterais reais e sérios segundo a agência de saúde daquele país. Por sua vez, os Estados Unidos, Canadá e União Europeia suspenderam na terça-feira (13/04) a vacina da Johnson & Johnson por motivos semelhantes: coagulação sanguínea após o aplicação. Informações de The Straits Times, EuroNews e Bloomberg.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE