por angelica ca
O chefe do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e político psolista invasor de propriedades públicas e privadas, Guilherme Boulos, foi intimado pela Polícia Federal para prestar depoimento em um inquérito aberto para investigá-lo com base na Lei de Segurança Nacional.

Guilherme Boulos é acusado de ameaçar o presidente Jair Bolsonaro em uma publicação em suas redes sociais em 20 de abril de 2020: “Um lembrete para Bolsonaro: a dinastia de Luís XIV terminou na guilhotina”, escreveu o coordenador do MTST.

O deputado José Medeiros (Podemos-MT) fez uma representação contra Guilherme Boulos e por determinação do ex-ministro da Justiça, André Mendonça, foi aberto inquérito para apuração. O político psolista invasor de propriedades terá que apresentar-se no próximo dia (29/04) na superintendência da Polícia Federal, em São Paulo, às 16 horas para depor. Informações de Revista Oeste, Gazeta do Povo e Poder 360.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE