por angelica ca e paulo eneas
O facebook excluiu na semana passada um grupo de sua plataforma contendo 120 mil membros no qual as pessoas relatavam histórias de reações adversas às vacinas experimentais contra covid. O grupo denominado Covid-19 Vaccine Victims and Families continha mais de 120 mil inscritos  quando foi encerrado e vinha ganhando uma média de dez mil inscrições novas por semana.

O fechamento do grupo segue a determinação da redes social de censurar e banir qualquer conteúdo que relate problemas com as vacinas, que são inúmeros no mundo inteiro. Com esta decisão, a plataforma coloca-se como mais um agente de desinformação a respeito da pandemia do vírus, equiparando-se à grande imprensa.

A rede também baniu qualquer menção ao tratamento precoce da covid e desta forma contribui para disseminação da narrativa falsa de que as vacinas experimentais são a única abordagem possível para a pandemia. O que é rigorosamente falso, como a prática médica vem demonstrando. Informações de Facebook.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE