por camila abdo e paulo eneas
O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (27/04) um projeto de lei questionável, que autoriza as indústrias de produtos veterinários a fabricarem imunizantes para uso humano contra o vírus chinês. A autorização é provisória e depende de manifestação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O projeto precisa ainda ser aprovado na Câmara dos Deputados.

De acordo com o sindicato do setor de produtos de saúde animal, as empresas que produzem produtos veterinários supostamente detêm a tecnologia necessária para produzir vacinas humanas, além de capacidade industrial adaptável aos níveis de segurança exigidos para produção de vacinas para uso humano.

A manifestação do sindicato é obviamente suspeita, pois a entidade está fazendo lobby em favor do segmento que representa, e nem poderia ser diferente. Cabe à Câmara dos Deputados ouvir médicos e especialistas, sem vínculos com a indústria veterinária, para avaliar os riscos reais presentes nesta iniciativa. Informações da Revista Oeste.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE