por angelica ca e paulo eneas
A população da cidade paulista de Botucatu servirá de laboratório para a vacina experimental da Oxford/AstraZeneca contra a covid em um experimento a ser desenvolvido pelo Laboratório AstraZeneca, Fundação Oswaldo Cruz, Universidade de Oxford, Fundação Bill e Melinda Gates, e Universidade Estadual Paulista, com a participação do Ministério da Saúde e a prefeitura da cidade.

A vacina será aplicada pelo Ministério da Saúde aos 106 mil moradores adultos da cidade. O estudo terá duração de oito meses, e serão feitos testes de todos os casos suspeitos de covid. O estudo também prevê o sequenciamento genético dos vírus de todas pessoas que testarem positivo.

A decisão de submeter a população inteira da cidade a um experimento que envolve riscos para a saúde e a vida de cada cidadão foi tomada sem que a população fosse consultada a respeito. Também não foi informado se será assegurado a cada cidadão de Botucatu o direito constitucional de recursar-se a servir de cobaia para a indústria farmacêutica. Informações de Diário do Poder e Agência Brasil.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE