por camila abdo e paulo eneas
Apenas duas em cada cem instituições públicas e privadas de ensino superior no Brasil alcançaram a nota máxima no Índice Geral de Cursos no ano de 2019. O índice é um parâmetro nacional de qualidade do ensino superior. Os dados foram divulgados na sexta-feira (23/04) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).

Das 2.070 instituições de ensino superior públicas e privadas avaliadas, apenas 46 instituições em todo o país (ou seja, somente 2.22%) alcançaram nota máxima. Por sua vez, das 1.822 instituições particulares avaliadas, somente 29 (1.59%) faculdades conseguiram nota máxima. Já entre as instituições públicas, das 245 avaliadas, 18 conseguiram nota máxima, o que equivale a 7.34% do total.

A escala do Índice Geral de Cursos vai de 1 até 5. Instituições avaliadas com nota 1 ou nota 2 podem sofrer sanções do Ministério da Educação. Nenhuma instituição federal teve notas 1 ou 2. Entre as privadas, um total de 239 instituições, correspondendo a 13.11% das faculdades avaliadas, ficaram na faixa das duas notas mínimas. Informações Folha de São Paulo.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE