por paulo eneas
O tucano João Doria usou de cinismo e demagogia ao publicar mensagem no dia do trabalho “solidarizando-se” com cerca de 15 milhões de brasileiros que estão desempregados, ignorando que esse desemprego resultou de medidas ilegais e inconstitucionais que ele próprio, João Doria, e demais governadores e prefeitos, tomaram a pretexto de combater pandemia do vírus chinês e que promoveram a destruição da economia do país.

Somente no Estado de São Paulo, o setor de bares e restaurantes registrou cerca de cinquenta mil falências, gerando 400 mil demissões, conforme mostramos no artigo Efeito Devastador de João Doria: 50 Mil Bares & Restaurantes Faliram Em São Paulo, publicado semana passada. A “solidariedade” de João Doria com os desempregados é tão sincera quanto o lamento do criminoso pela família da vítima.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE