por camila abdo e paulo eneas
O chancelaria do Governo da Argentina, controlado pelo Foro de São Paulo, publicou mensagem em sua rede social nesta terça-feira (11/05) em que afirma estar preocupada com o que a nota chama de “uso desproporcional da força”, expressão-clichê comumente usada por esquerdistas, por parte dos israelenses no conflito em andamento entre o Estado de Israel e os grupos terroristas que controlam a Faixa de Gaza.

Em nenhum momento a nota do governo argentino condena os ataques terroristas perpetrados pelo Hamas e pela Jihad Islâmica contra alvos civis israelenses, assim como não exige a cessação destes ataques. A nota praticamente respalda estas ações terroristas perpetradas a partir da Faixa de gaza e responsabiliza somente o Estado de Israel, por estar exercendo sua legítima defesa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE