por angelica ca e paulo eneas
O primeiro-ministro da Grécia, Kyriakos Mitsotakis, acusou na semana passada várias ONGs de trabalhar com contrabandistas de pessoas para trazer imigrantes ilegais da Turquia para a Grécia e ajudá-los a entrar na União Europeia. O foco principal da imigração ilegal situa-se nas ilhas gregas do leste do Mar Egeu.

Assim que os imigrantes cruzam a fronteira com a Turquia, estas ONGs os levam para uma dessas ilhas e depois os enviam para o resto da Europa. O regime turco está enviando milhares de imigrantes para o interior da Grécia, como um instrumento de pressão da Turquia para o ingresso na União Europeia.

Os imigrantes ilegais vindos da Turquia não ficam na Grécia, uma vez que o governo local retirou toda a ajuda econômica. Em vez disse, eles usam o território grego como passagem para Itália, Espanha, Alemanha, Bélgica, Holanda ou França. No final de abril havia cerca de 11.200 imigrantes ilegais nas ilhas gregas do Mar Egeu. Informações de La Nacion | Europa Press | La Derecha Diario.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE