por paulo eneas
O aspecto mais bizarro da fala da senadora Katia Abreu na sessão desta terça-feira (18/05) da CPI da Covid no Senado Federal foram os insultos dirigidos ao ex-chanceler Ernesto Araújo, que presta depoimento à comissão, e a defesa praticamente apaixonada que a senadora fez do regime comunista chinês.

A senadora chegou a questionar o porquê de um suposto “preconceito” com vacinas contra coronavírus, comparando-as com vacinas contra outras doenças já existentes há décadas, ignorando por completo a diferença entre vacinas que foram desenvolvidas durante anos de pesquisa e vacinas feitas às pressas em meio à pandemia.

De resto, a fala da senadora foi a defesa intransigente do regime chinês e a condenação da agora abandonada política externa brasileira, que era conduzida pela ex-chanceler Ernesto Araújo, além da condenação deliberada da forma de pensar do ministro.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE