por paulo eneas
A ditadura comunista chinesa prossegue chantageando o Brasil com os insumos para produção das vacinas contra o vírus que os chineses criaram. Esta chantagem e ingerência em assuntos internos é feita com a subserviência de parte da classe política brasileira, incluindo governadores e parlamentares, além é claro da grande mídia nacional, toda ela submissa aos interesse chineses.

Depois de ter derrubado o chanceler Ernesto Araújo e assumido o controle da política externa brasileira, o Partido Comunista Chinês prosseguiu chantageando o Brasil por meio do atraso no envio destes insumos, o que levou à redução e quase paralisação da produção, que na verdade é o envase, das vacinas no Instituto Butantan.

Entretanto, o embaixador chinês Yang Wanming informou na quinta-feira (20/05), após reunir-se com governadores, que o envio destes insumos estaria normalizado em poucos dias. Ocorre que este anúncio foi feito no dia seguinte à publicação no Diário Oficial da União do contrato da estatal Serpro com a chinesa Huawei.

O mínimo que os brasileiros esperam é que a Polícia Federal e a ABIN, e demais órgãos de investigação do Estado, investiguem esta improvável e pouco crível coincidência.

Leia também:
Serpro Contrata Empresa Chinesa Huawei Sem Licitação Por R$23 Milhões


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE