por angelica ca e paulo eneas
O ex-secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, afirmou em entrevista na semana passada que as evidências atuais ainda sugerem que o coronavírus originou-se de um laboratório em Wuhan, na China. O ex-secretário ainda alertou para o alto risco de armas biológicas e bioterrorismo daí decorrente.

Em uma entrevista ao canal Fox News, Mike Pompeo foi categórico: “todas as evidências que vimos ao longo do tempo sugeriam que [o coronavírus] se originou no laboratório do Wuhan Institute of Virology”, afirmou o ex-secretário.

Mike Pompeo afirmou ser impressionante como a China atuou para encobrir as suspeitas sobre a origem do coronavírus no laboratório de virologia de Wuhan: “Eu não vi um fragmento de evidência que sugira o contrário. As evidências continuam se acumulando,  apesar de o Partido Comunista da China não ter permitido a ninguém o acesso ao laboratório, aos materiais originais ou aos médicos que ali trabalhavam”.

Mike Pompeo acrescentou também que em janeiro deste ano surgiram informações que mostram que médicos e pesquisadores chineses contraíram os sintomas do vírus ainda em 2019, antes portanto do surto epidêmico. Informações de Fox News | News Max.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE