por camila abdo
A Controladoria-Geral da União (CGU) e a Polícia Federal deflagraram na última sexta-feira (28/05) a Operação Palude que investiga fraudes no procedimento adotado para a contratação de empresas responsáveis pela sanitização e desinfecção de espaços públicos e privados em decorrência da pandemia do vírus chinês na cidade de Pacatuba (SE).

A operação teve início após uma denuncia sobre fraudes no procedimento adotado para a contratação de empresas responsáveis pelo serviço .Segundo levantamento da CGU as contratações suspeitas e a execução dos serviços chegam a R$ 1.07 milhão.

A Vara da Justiça Federal em Sergipe expediu 23 mandados de busca e apreensão que foram cumpridos em Aracaju (SE), Cedro de São João (SE), Nossa Senhora da Glória/SE, Pacatuba (SE), Propriá (SE), Carira (SE), Japoatã (SE) e nos municípios alagoanos de União dos Palmares, Satuba, Boca da Mata e na capital Maceió.

Noventa policiais federais e dez auditores da CGU participaram da operação. Os investigados podem responder pela prática de crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, dispensa indevida de licitação, fraude à licitação, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Informações de Agência Brasil.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE