por paulo eneas
O deputado federal bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso novamente na tarde desta quinta-feira (24/06) no Rio de Janeiro (RJ) por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do STF. A prisão ocorreu pelo não pagamento de fiança estipulada pelo magistrado no valor de R$100 mil em decorrência de pedido feito Procuradoria-Geral da República, que alega que o deputado teria supostamente violado a tornozeleira eletrônica que lhe foi imposta.

O deputado havia afirmado na semana passada que não possuía os recursos necessários para o pagamento da fiança. Seus advogados entraram com pedido de reconsideração do valor da fiança, mas o pedido não foi considerado.

Daniel Silveira foi preso pela primeira vez no início do ano, também por ordem de Alexandre de Moraes, por conta de afirmações feitas pelo deputado em relação ao integrantes do Supremo Tribunal Federal. Sua prisão foi em seguida referendada pelo plenário da Câmara dos Deputados. Após cumprir breve período em prisão fechada, o deputado entrou para o regime de prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica, e agora volta ao regime fechado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE